O setor florestal abrange recursos existentes que se dão através de medições ou estimações de atributos de árvores e florestas por meio de instrumentos e métodos apropriados. Um dos ramos da ciência florestal é a Dendrometria, que trata de medições de árvores tanto no sentido coletivo como no individual. As medidas podem ser classificadas como diretas e indiretas. As diretas determinam os valores que incluem medições de diâmetros, circunferências dos fustes e dos galhos, comprimento de toras, espessura da casca e altura das árvores abatidas, enquanto que nas indiretas, faz-se uma estimação, ou seja, uma medição aproximada do valor que inclui a altura e o volume da árvore em pé através de métodos óticos.

No Brasil, o principal sistema de unidades é chamado de Sistema Internacional de Unidades (SI), tornando seu uso necessário para quaisquer medidas e evitando questionamentos legais como prestação de serviços e  compra e venda de madeira. As principais grandezas físicas utilizadas no setor florestal incluem: comprimento, dado em metros (m), diâmetro a altura do peito (DAP), dado em centímetros (cm), muito utilizado no Plano de Manejo Florestal Sustentável (PMFS), área dada em hectare (ha) ou metro quadrado (m²), volume em metro cúbico (m³) e massa, em quilograma (kg) e tonelada (t). Em algumas ocasiões é necessário fazer a conversão da unidade para que esta se enquadre nas normas do SI.

Existem alguns métodos diferentes que envolvem as unidades de medidas e que são responsáveis pela cubagem de toras (quantificação aproximada do volume do tronco). Esses métodos são procedimentos comerciais que se estabeleceram entre os trabalhadores do ramo, entre eles podemos citar a medida geométrica, usada em relatórios oficiais exigida pela Secretaria do Estado de Meio Ambiente (SEMA) aplicada na região de Rolim Moura/Rondônia e interior de Roraima. Outra medida é a paulista, que é usada na região da BR-364 e, por fim, o método de Francon aplicado no norte da Rondônia, sul do Pará e no Estado do Amazonas que avalia o volume cubado pela venda, medido com fita métrica no meio da tora para o cálculo da circunferência. Todos são responsáveis por quantificar volumes em toras através de fórmulas específicas.