O Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor), estabelecido pela Instrução Normativa nº 21, de 24 de dezembro de 2014, reúne dados de variados entes federativos relacionados à origem da madeira, do carvão e de outros produtos ou subprodutos florestais, sendo coordenado, fiscalizado e regulamentado pelo órgão federal competente do Sistema Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA), como disposto no Art. 35 da Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012, que define a Lei de Proteção da Vegetação Nativa, também denominada como novo Código Florestal.

Os dados integrados ao Sinaflor são referentes aos imóveis rurais, advindos do sistema de Cadastro Ambiental Rural (CAR), do Ato Declaratório Ambiental (ADA), do Documento de Origem Florestal (DOF) para o transporte e armazenamento dos produtos florestais, do Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras e Utilizadoras de Recursos Ambientais (CTF/APP) e do Cadastro Técnico Federal de Instrumentos de Defesa Ambiental (CTF/AIDA). O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), além da responsabilidade sobre o gerenciamento do Sinaflor, é encarregado do fornecimento do sistema, sem ônus, para os devidos órgão estaduais integrantes do SISNAMA.

O acesso ao Sinaflor pode ser realizado por usuários como o empreendedor, definido como pessoa física ou jurídica que possui atividades do CTF/APP e condição regular com o IBAMA, avaliada por um certificado de regularidade, emitido pelo mesmo órgão, e o responsável técnico, considerado como pessoa física com cadastro no CTF/AIDA e, novamente, em situação regular com o IBAMA.

De acordo com o perfil de acesso, são disponibilizadas certas funcionalidades, a exemplo do gerente autorizador, responsável por assinaturas, cadastro, análise, suspensão e liberação de projetos e empreendimentos de exploração florestal, o gerente operacional,  com foco na análise técnica, por meio da homologação, distribuição e encaminhamento de projetos para análise, cadastro, autorizações, ajustes, acesso a relatórios, e entre outros. As funcionalidades de analista técnico e consulta permitem, respectivamente, a análise dos projetos e a consulta aos relatórios disponibilizados no painel da gestão ambiental.

Além disso, o Sinaflor contém em sua plataforma digital, disponível no site do IBAMA, orientações para  aquisição do perfil de acesso, planilhas relacionadas a tabelas de espécies, padrão de inventário florestal, volume total estimado, roteiro de preenchimento das planilhas, manuais de uso do sistema, de cadastros, declarações, perguntas frequentes e a legislação aplicada.